Qual o valor percebido para uma boa embalagem?


Quem não conhece a famosa “Ruffles”? Que em um ponto do mercado quase tomou o nome da marca como ícone do produto, por exemplo: Gillette, Bombril entre outras. E quem tem mais de 30 anos, vai lembrar da “batata da onda”.

Se você é como eu que tem a “doença do designer”, que sempre fica analisando embalagens nos supermercados, vai perceber que nos últimos anos sempre tivemos mudanças nas embalagens, mas sempre sutis ou de pouco efeito.

Com o surgimento de várias marcas e cada vez mais com gôndulas concorridas nos supermercados, aquela visão de 10 anos atrás, onde era só dar destaque na marca e cores vibrantes para chamar atenção e tudo seria vendido foi por água à baixo.

Percebendo isso, a Ruffles lançou uma nova embalagem, não só no design visual, mas também na textura da embalagem, se destacando de longe, mas ainda valendo a máxima de “menos é mais”.

Com isso eles saem na frente e mostram “valor” no produto simplesmente mudando a embalagem.

Ai vem a pergunta: Quanto custa um bom design?

 

 

Designer, empreendedor, rotariano, pai, marido, filho, amigo, goleiro. Não vivo sem música, conhecimento, paixão, esportes, amigos, família e religião.


Leave a comment